Quais são as vantagens da madeira na construção civil?

Quais são as vantagens da madeira na construção civil?

Quando os primeiros arranha-céus de madeira começaram a ser anunciados no mundo, em países como Noruega, Canadá e Japão, muitos brasileiros ficaram em dúvida, com perguntas como: “Não pega cupim?” “Não pega fogo fácil?” “Tanta madeira assim não prejudica o meio ambiente?”

Esses questionamentos, que são grandes mitos, acontecem porque o uso da madeira na construção civil ainda é pouco explorado no Brasil se comparado a outros países. Mas esse cenário vem se modificando ao longo dos anos.

Na verdade, a madeira vem sendo apontada como uma das grandes tendências na construção civil mundial, em oposição ao concreto e ao aço, fenômeno que vem sendo impulsionado, inclusive, por causa da pandemia de Covid-19.  Vamos começar falando sobre um dos quesitos mais importantes dessa discussão: a sustentabilidade.

Muita gente ainda acha que o uso da madeira na construção civil diminui as árvores das florestas. Mas é exatamente o contrário! A chamada madeira de plantio (ou de reflorestamento) é um material renovável que, durante o seu crescimento, captura carbono da atmosfera, contribuindo, assim, para a redução do efeito estufa.

O ciclo de vida desse material apresenta um melhor desempenho ambiental quando comparado ao aço ou alumínio, por exemplo. Além disso, a utilização da madeira na construção emite uma quantidade muito inferior de gases e poluentes para a água e para o ar.

Quando comparado à fabricação do cimento, o processo da colheita da árvore e seu desdobro como material construtivo apresenta melhores taxas em relação ao consumo de energia. Enquanto o cimento consome em média 1.750 quilowatts/hora para a produção de um metro cúbico, a madeira consome apenas 350 quilowatts/hora por metro cúbico.

Mas a madeira não faz bem apenas para o meio ambiente. O tratamento industrial correto da madeira, a tecnologia atual envolvida no processo e nos produtos utilizados e a manutenção correta garantem proteção total contra os chamados insetos xilófagos (que se alimentam da madeira) e contra a ação de fungos apodrecedores.

Além disso, o tratamento confere à madeira maior estabilidade dimensional, oferecendo maior resistência às intempéries. Isso se traduz em menos trincas, fendilhamentos, degradação superficial (madeira acinzentada), ou seja, penetração de água no interior da madeira e proteção superficial aos raios UV.

Com o avanço da tecnologia, o processo construtivo em madeira também tem sido mais rápido, mais limpo e com menor gasto de energia em relação a outros materiais. A variedade de madeiras existentes também oferece uma ampla opção para as obras, oferecendo versatilidade, beleza, durabilidade e conforto térmico à escolha do cliente.

E o fogo? Quem já acendeu uma lareira sabe o quanto é difícil a madeira pegar fogo – e quando pega, ela demora bastante para se deteriorar, o que é um importante quesito de segurança. A madeira utilizada em obras, então, com o tratamento correto, dentro das normas, e com todos os quesitos de segurança, amplia essa proteção ao máximo.

Agora você já sabe por que a madeira tem sido cada vez mais utilizada na construção civil no país e no mundo! Bons exemplos por aqui também não faltam! Pode ter certeza: a madeira chegou na construção civil brasileira para ficar!

Newsletter

Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento. Para isso, consulte nossas informações de contato em declaração legal.

tintas

Montana Química © 2020 - Todos os direitos reservados.

Criação de Sites: exceler