Com foco em aumento de receita líquida, Montana Química entra no varejo de tintas spray

23 Jul 2019

A Montana Química, empresa com 66 anos de tradição no tratamento, proteção e preservação de madeira, passou a ser a distribuidora brasileira oficial no varejo da MTN Montana Colors, referência mundial em tintas sprays. O intuito da multinacional brasileira, de qualidade amplamente reconhecida pela indústria e por profissionais do setor, é ampliar seu mix de produtos entre os consumidores finais.

Com a parceria, a Montana Química pretende agregar ao seu faturamento de varejo mais de 10% de receita líquida até 2025, dando sequência a um passo estratégico crucial na expansão de negócios e no fortalecimento de marca. O anúncio também ocorre em momento cronometrado: o setor de construção civil vive expectativa econômica positiva após cinco anos seguidos de queda e o varejo de tintas já registra números favoráveis nos primeiros meses do ano.

Segundo a ABAS (Associação Brasileira de Aerossóis e Saneantes Domissanitários), a produção brasileira de sprays ultrapassa 1,2 bilhão de tubos ao ano, sendo 4% (48 milhões) ocupados pelo segmento de tintas. A Montana Química deve atingir, inicialmente, um nicho de mercado de aproximadamente 4 milhões de tubos ao ano – especificamente no segmento de tintas superpremium, que oferecem vasto leque de cores e cobertura perfeita do acabamento.

“A parceria foi costurada com base em uma série de coincidências que não reside apenas em nossos nomes”, afirma Elaine Guedes, diretora comercial da Montana Química. “Ambas as empresas trabalham com produtos inovadores, têm alto grau de percepção de qualidade pelo consumidor final e são especialistas em seus segmentos.”

A escolha da Montana Química como parceira de tecnologia e distribuição da MTN Montana Colors também levou em consideração a presença da brasileira em todo o território nacional. “Vamos aproveitar a nossa capilaridade de distribuição, atingindo lojas de tinta, lojas de material de construção e home centers de todo o país. Bom para o consumidor, que tinha acesso restrito a essas linhas de produtos e agora poderá encontrá-los na revenda perto de sua casa”.

A parceria também tem uma importância estratégica crucial na área de negócios e de marketing da Montana Química. “Entrar na disputa de um segmento de mercado é sempre um grande desafio. Nosso core business é a madeira, mas está claro para nós que a diversificação de negócios é essencial para um crescimento constante”, afirma Elaine. “Além disso, é também uma forma de divulgar nossa marca, dentro da nova estratégia de comunicação externa, atingindo com mais ênfase o consumidor final.”

Público-alvo

A parceria prevê, inicialmente, a distribuição das seguintes linhas e opções: MTN 94 (tinta acrílica sintética fosca / 60 cores), Hardcore (tinta acrílica sintética brilhante / 42 cores), PRO (categoria profissional / 7 cores), além de 5 tipos de Caps (que são os bicos usados nos sprays). As empresas esperam atingir público-alvo variado: artistas profissionais (como grafiteiros e artistas plásticos), profissionais da construção civil (como pintores e arquitetos) e consumidores em geral.

 “Construímos uma cartela atrativa de cores não só pelo critério de sucesso de vendas, mas também pelo conceito de composição dentro das especificidades do mercado e da cultura dos brasileiros. Reforça esse conceito, o fato de que as embalagens do MTN 94 serão exclusivas, em português”, afirma a diretora.

O lançamento oficial da parceria será feito na Construsul, uma das principais feiras do setor de construção civil no país, que será realizada a partir do dia 30 de julho, em Porto Alegre (RS).

PIB

De acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o PIB (Produto Interno Bruto) da construção civil registrou recuo de 2,5% em 2018 ante 2017, dando sequência a uma série de agora cinco quedas anuais consecutivas. Neste ano, porém, a expectativa de virar o jogo é alta.

A queda do ano passado foi a menor da sequência e outros setores correlatos à construção civil mantiveram ou passaram a registrar números positivos, como o comércio (alta de 2,3%) e as atividades imobiliárias (3,1%). O PIB brasileiro também é motivo de otimismo: em 2018, cresceu 1,1%, mesmo índice de 2017, ante retrações de 3,3% em 2016 e 3,5% em 2015.

De acordo com dados da Anamaco (Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção), as vendas no varejo de materiais de construção registraram crescimento, em abril, de 5% em relação a março e de 4% em relação ao mesmo mês do ano passado.

A produção de tintas no país também aumentou no ano passado, indicando aquecimento do mercado: segundo a Abrafati (Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas), o volume da produção cresceu 0,85% entre 2017 e 2018, chegando a 1,548 bilhão de litros. A tinta imobiliária corresponde a 82,7% do volume de produção (o equivalente a 1,28 bilhão de litros).

blog comments powered by Disqus