Manguaba, móveis com estilo

28 Feb 2018

Parceira da Montana Química e grupo Plantar em Alagoas, Amaru Sustentabilidade lançou coleção de móveis Manguaba de alto padrão.

Durante a última ‘Casa Cor Alagoas’, realizada na capital Maceió, no final do ano passado, a empresa Amaru Sustentabilidade lançou a marca ‘Manguaba’ em móveis de alto padrão. “O sugestivo nome da coleção foi emprestado da Lagoa Manguaba, que fica no município de Marechal Deodoro, no sul do estado, onde também está localizada a sede da nossa empresa”, explica Otavio Tavares, diretor da Amaru Sustentabilidade (www.amarusustentabilidade.com).

Segundo o diretor, Manguaba é a marca da Amaru Sustentabilidade que chancela seus lançamentos de mobílias e objetos. “A primeira coleção da nova marca, intitulada ‘Alagoas’, homenageia de modo direto o nosso estado nos 200 anos da sua fundação. Reúne peças criadas pelo renomado designer alagoano Rodrigo Ambrósio que são a ‘Luminária Caiana’, o banco ‘Jangada’, o porta-objetos ‘Manguaba’, em edição limitada feito em parceria com as artesãs da Rota Ecológica no litoral norte do estado.”

Futuramente a marca abrirá espaço para outros designers criativos de móveis e objetos. “A parceria com Rodrigo – informa Otavio Tavares – nasceu da nossa amizade, visto que é um profissional da região e sempre teve nosso apoio para criar este projeto. Outros designers também poderão criar peças para a marca ‘Manguaba’, que sempre irá valorizar os novos talentos.”

A Amaru Sustentabilidade é parceira no Sistema Construtivo Amaru Perfilado com Acabamento em Osmocolor Stain. O projeto envolve as empresas Montana Química e grupo Plantar. “As peças criadas com a marca ‘Manguaba’ destacam o perfil original das toras de eucalipto e o refinamento das peças, a união de materiais e a versatilidade do uso, em traços elegantes e minimalistas que exaltam a essência alagoana. A parceria com a Plantar e a Montana faz toda diferença, pois contamos com todo o apoio necessário para tocar o projeto”, conclui Otavio Tavares.

blog comments powered by Disqus