Agentes Biodeterioradores

A instalação e o ataque de agentes biológicos à madeira depende de condições ambientais favoráveis como temperatura, oxigênio e umidade, assim como do teor de umidade da própria madeira. Dependendo da aptidão de cada organismo, pode ocorrer o ataque isolado ou em conjunto com vários tipos de organismos concomitantemente. Os organismos que atacam a madeira são conhecidos como xilófagos e estão agrupados da seguinte maneira:

- Microorganismos: bactérias e fungos

- Insetos: Coleópteros (brocas e besouros) e Isópteros (cupins)

- Perfuradores marinhos: moluscos e crustáceos

Os microorganismos se desenvolvem dentro das células da madeira. Por meio da produção de enzimas, decompõem os constituintes das paredes celulares ou o conteúdo celular para obtenção de nutrientes como proteínas, amidos, açúcares etc. Estes organismos são aptos à instalação e desenvolvimento em madeiras com elevado teor de umidade, sempre acima do ponto de saturação das fibras.

Os insetos, assim como as brocas marinhas, atacam a madeira através da simples ação das mandíbulas, caracterizando um desgaste mecânico das paredes celulares. No caso dos insetos, estes podem atacar a madeira tanto no estado verde como com baixo teor de umidade e até mesmo bem abaixo do PSF (ponto de saturação das fibras).

Todo organismo que utiliza a madeira como fonte de alimento é chamado de organismo xilófago (do grego xylo = madeira / fagos = comer).

Montana Química S.A.
Rua Ptolomeu, 674 | São Paulo - SP - CEP 04762-040 | Brasil
+55 11 3201 0200 - enviar e-mail
Montana / Ground15 - Todos os direitos reservados