Madeira Roliça

Madeiras roliças de vários diâmetros podem ser usadas e encontradas em diversos segmentos da economia como transporte, construção, rural, telefonia e elétrica. No Brasil, a madeira roliça é proveniente sobretudo de reflorestamentos da região centro-sul, com destaque para várias espécies de eucalipto.

A madeira roliça apresenta algumas vantagens sobre a madeira serrada:

  • A madeira roliça tem boa resistência mecânica, uma vez que conserva sua estrutura original;

  • O baixo índice de processamento industrial significa que o consumo de energia é menor e que o produto é sustentável;

  • O baixo processamento significa também que proprietários rurais podem usar sua própria madeira com mão de obra local;

  • A madeira roliça mantém sua aparência natural e atrativa em projetos paisagísticos;

  • Possibilita o aproveitamento de peças de pequeno diâmetro provenientes de desgastes seletivos.

É importante ressaltar que madeira roliça, qualquer que seja seu uso, deverá ser sempre tratada sob pressão em autoclave, pelo processo de célula cheia. Para isso, a madeira deverá estar seca, abaixo do ponto de saturação das fibras (aproximadamente 25% de umidade).

Quanto aos preservativos, dois são os produtos indicados pela Montana Química S.A.:

Se por um lado o CCA proporciona fixação mais rápida e maior resistência à lixiviação, por outro, o CCB é recomendado para a preservação de madeiras mais refratárias ao tratamento preservativo e é a única opção para exportação de madeira tratada, principalmente para o mercado europeu (para as classes 4, 5 e 6).